Alunos de escola municipal de São Pedro da Aldeia fecham rua em protesto por construção de quadra

0
61
A forte chuva não impediu os estudantes de São Pedro de protestarem contra as más condições de sua escola (Foto: Paulo Henrique Cardoso/ Inter TV)

Cerca de 60 alunos da Escola Municipal Vidal de Negreiros, que fica no bairro Alecrim, em São Pedro da Aldeia, na Região dos Lagos do Rio, fizeram protesto na manhã desta segunda-feira (27) para reivindicar a construção de uma quadra no colégio.

Os estudantes fecharam a Estrada do Alecrim com galhos e pneus e impediram que veículos passassem pelo local. Os motoristas eram orientados pelos alunos a fazer um desvio em uma rua próxima. Um homem tentou furar o bloqueio e houve confusão. Ele não conseguiu passar e teve que retornar.

Longa espera

Os alunos reclamam da demora para realizar a construção da quadra de esporte, que foi prometida há mais de 4 anos, segundo os próprios estudantes. Segundo eles, um terreno chegou a ser comprado, mas nenhuma construção foi iniciada.

As aulas de educação física acontecem em um terreno de areia, a céu aberto e sem nenhum tipo de proteção. De acordo com os alunos, animais e carros passam bem próximos enquanto os alunos têm aula.

Em nota, a Prefeitura de São Pedro disse que, devido a questões financeiras, a construção da quadra não é prioridade do governo no momento. De acordo com a nota enviada pela assessoria de imprensa “existe um projeto para construção de uma creche no terreno em frente à Escola Municipal Vidal de Negreiros, no bairro Alecrim, mas a estação (obra) foi suspensa temporariamente pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE)”.

Ainda de acordo com a prefeitura, há previsão para a construção de outras creches, projeto que será concluído antes da construção da quadra.

“Os recursos são escassos e, por isto, enquanto não concluirmos a construção das novas creches no município, não podemos prometer a construção de novas quadras. Das licitações para construção das novas creches, três estão temporariamente paralisadas pelo TCE”, disse a Secretaria de Educação por meio da nota enviada pela prefeitura.

Comentários