Wanderson Chan comemora sucesso do Arraiá da Cultura e agradece legado da ex-presidente Soninha

0
469
Segunda edição do Arraiá da Cultura contou com muito forró pé-de-serra, comidas típicas e feira de artesanato (Foto: Wanderson Chan).

No último fim de semana, mais especificamente nos dias 6 e 7 de julho, o município de Casimiro de Abreu parou para festejar a segunda edição do Arraiá da Cultura, uma iniciativa da Fundação Cultural que buscou (e conseguiu) recuperar e valorizar as antigas festas juninas da cidade.

Presidente da entidade, Wanderson Chan conversou com a Folha e falou sobre o sucesso do evento e sua gestão, sem esquecer de quem começou a trilhar este caminho há alguns anos.

– Eu sou fruto do governo de Paulo Dames, mas principalmente da Fundação Cultural antiga, no período em que a Soninha era presidente. Conheci países e artistas graças a oportunidade que me foi dada há 12 anos, num curso de audiovisual, quando conheci minha paixão por cinema. Foi na gestão da Soninha que isso tudo aconteceu – afirmou Chan.

Apesar de toda reverência ao passado, Chan comemora os novos voos alcançados por sua equipe, que vem transformando a cultura no município.

– Os mais antigos faziam a “Festa de Integração”, num grande encontro das secretarias com clima de festa junina. O Arraiá da Cultura, que chegou em sua segunda edição, se inspira nesse modelo, sem dúvida, mas ampliando o público, diversificando atrações e tentando resgatar uma cultura que, infelizmente, foi abandonada durante anos no governo passado – lamentou o presidente.

O período citado por Chan diz respeito aos últimos sete anos de governo do ex-prefeito Antonio Marcos. Ao lado do secretário Eliezer, o antigo mandatário de Casimiro extinguiu qualquer tipo de festa temática junina, abandonando por completo a pasta da cultura.

– Estamos numa nova gestão e eu quero resgatar, valorizar a cultura que a gente merece ter, que, durante a época a Soninha, se fazia presente em Casimiro. São novas ideias e novos tempos – concluiu Chan.

Comentários