Bruno Miranda afirma que, durante enchente, ex-prefeito Antônio Marcos proibiu funcionários da Prefeitura de entrarem em seu sítio

0
690
Em sessão da Câmara, vereador Bruno Miranda afirmou que ex-prefeito foi negligente com a segurança do município durante o temporal.

A forte chuva que caiu sobre o o município de Casimiro de Abreu no último domingo (4), para além dos estragos causados de forma natural, parece ter sido também usada para picuinha política. Pelo menos é o que afirma o vereador Bruno Miranda.

Na sessão da Câmara dos Vereadores desta quarta-feira (07), o edil acusou o ex-prefeito Antônio Marcos de proibir a entrada de funcionários da empresa Águas de Casimiro em sua residência, na localidade de Barra do Sana. A atitude, segundo Miranda, teria sido feita por pura divergência política com a atual administração municipal, de Paulo Dames.

As fortes chuvas fizeram com que um rio, cuja nascente se encontra dentro do sítio de Antônio, transbordasse e causasse estragos por toda a região. A equipe da Águas de Casimiro se dirigiu até o local, mas o ex-prefeito não permitiu a entrada dos funcionários, impedindo que trabalhassem na solução do problema da enchente.

– Fica aqui meu repúdio ao ex-prefeito, que fez uma coisa dessas com a população da região da Barra do Sana. Como pode um ex-gestor, depois do que aconteceu no domingo, não permitir que funcionários entrassem em seu sítio para consertar aquela situação? – disse Bruno Miranda.

A região da Barra do Sana foi uma das mais prejudicadas pela tempestade, com muitos acessos destruídos pela força da água.

Comentários