Hospital de Teresópolis pode suspender atendimentos por falta de repasse da Prefeitura

0
117
Hospital das Clínicas vem sofrendo com a falta de repasses e o acúmulo de dívidas (Foto: Unifeso).

Segundo informações do portal G1, o Hospital das Clínicas de Teresópolis, na Região Serrana do Rio de Janeiro, pode ter parte dos seus atendimentos suspensos até o dia 21 de dezembro. Desde 2015, a unidade não recebe repasses da Prefeitura. Sem a verba, a Justiça autorizou, no mês passado, a suspensão de procedimentos importantes, como cirurgias eletivas, consultas e exames. A decisão permite manter apenas os atendimentos de emergência.

O HCT, maior hospital do município, realiza, todo mês, 19 mil exames laboratoriais e 530 internações pelo SUS. No entanto, para manter todos esses procedimentos gratuitos são necessários R$ 4,2 milhões, sendo que R$ 2 milhões em recursos vêm do Governo Federal. A Feso, universidade que administra o hospital, entra com mais R$ 1 milhão e o restante viria da Prefeitura, que não não deposita sua parte desde abril.

Ainda de acordo com a direção do hospital, a dívida, só este ano, chega a R$ 9,6 milhões. Somando desde 2015, são mais de R$ 25, 6 milhões que deveriam ter entrado no orçamento do hospital.

Carlos Dias, secretário de saúde de Teresópolis, afirmou que os débitos da dívida do município com o HCT já existem há muito tempo. Segundo ele, a administração atual não tem verba disponível, mas está buscando formas de organizar um calendário de pagamentos para a unidade.

Comentários