Antiga gestão de Antonio Marcos deixou dívida milionária com empresa de energia

0
944
Ciep 459 teve a luz cortada em função de calote dado por Antonio Marcos

A cada dia que passa, um novo capítulo da “herança maldita”, deixada pelo governo de Antonio Marcos, é descoberto. A Folha teve acesso ao contrato de parcelamento de débito da Prefeitura de Casimiro de Abreu com a distribuidora de energia Ampla (atual Enel).

A antiga administração deixou uma assombrosa dívida de mais de 1 milhão de reais (R$1.018.251,59) com a empresa privada, referente ao período compreendido entre outubro de 2015 a dezembro de 2016. Ou seja, ficou mais de um ano sem pagar o que devia.

Contrato assinado por Paulo Dames se comprometendo a pagar a dívida com a Ampla, deixada pelo último governo.

A irresponsabilidade do ex-prefeito causou prejuízos não só nas contas do município. Alunos do Ciep 459, localizado no Centro de Casimiro de Abreu, ficaram sem luz na unidade escolar em função do “calote” dado pela última gestão.

A atual gestão do prefeito Paulo Dames já iniciou o pagamento da dívida. A quitação está sendo feita da seguinte forma: entrada no valor de cerca de R$140 mil + 24 parcelas mensais de cerca de R$42 mil reais.

Depois de descoberta a farra com o dinheiro público nas edições da Festa de Setembro, a dívida milionária na área de energia chega para ampliar o extenso leque de erros cometidos pela administração Antonio Marcos. O que mais falta descobrirmos?

Comentários