“Arca da Aliança”, da Assembleia de Deus do bairro Santa Ely, promove Congresso de Jovens

0
532

 

A Igreja Assembleia de Deus, através do Ministério “Arca da Aliança”, de Casimiro de
Abreu, realizou, entre os dias 08 a 11 de setembro, o seu congresso anual. Esse ano, o
tema foi “Tempo de Buscar o Senhor”.

O congresso teve a participação de jovens da Mocidade, do ministério da igreja local,
através do grupo Edificando Vidas e também de jovens das congregações do Horto
(Macaé) e de Unamar (Cabo Frio). No total, foram cerca de 34 jovens participando do
evento, além de visitantes e membros da assembleia.

A igreja, que fez nove anos na última semana, fica localizada na Rua Aroldo Gaspar,
620, no bairro Santa Ely. Tem a direção do pastor André Rangel e do diácono Caio
Vidal, além da pastora Elizabeth Porto e das regente de jovens Sabrina Rangel, Suelen Castro e demais integrantes.

De acordo com o pastor André Rangel, o maior objetivo do congresso foi alcançado,
que foi a busca de almas.

– Estamos vendo nos últimos dias o que a Igreja de Nosso Senhor Jesus Cristo vem vivendo na terra e a mesma vendo dando sinais. É o que podemos vivenciar na própria Bíblia, que é bem clara. Estamos vendo jovens se perdendo a cada dia, entregues às drogas, à prostituição, ao sexo ilícito e o nosso trabalho e o intuito desse congresso é de realizar, em primeiro lugar, a Glória de Deus. O nome do Senhor precisa ser glorificado e para que o Reino de Deus seja propagado. Em segundo lugar, estamos aqui para o resgate de almas, para tirar esses jovens desse tipo de vida e que o mundo diz ser uma vida boa, mas que na Bíblia diz ser uma vida completamente errada, levando os jovens à destruição e à perdição.

Durante todo o congresso, os jovens participantes apresentaram músicas, cantando e
louvando à Deus, assim como diversas pregações foram proferidas, por pastores e
diáconos locais e convidados. Ainda segundo o pastor André, a igreja tem hoje diversos
exemplos de jovens que foram resgatados do pecado e do mal.

– Temos aqui exemplo de jovens que saíram do tráfico de drogas, da prostituição e do
alcoolismo e que hoje estão aqui e são obreiros da igreja de Nosso Senhor Jesus Cristo.
Para nós é muito gratificante tirar esses jovens dessa vida e levá-los para a presença de
Deus, passando a ser exemplo para outros jovens. Nosso foco não é o mérito e nem
sermos reconhecidos por isso, porque o que adiantaria o reconhecimento da terra e não
termos o do céu? Sabemos que a fé sem obras, é uma fé morta. Devemos fazer o melhor
para transmitir o Reino de Deus para outras pessoas. Enfim, conseguimos alcançar
nosso objetivo com esse congresso, que foi o resgate de almas. Poder trazer as pessoas
ao arrependimento e à consciência dos erros, é muito bom e gratificante.

Para o diácono Caio Vidal, o congresso une as pessoas e unifica o bem.

– Precisamos realmente dessa união de todos e desse resgate dos jovens. Todos os anos o congresso termina com esse propósito, de sempre estarmos prontos a servir ao próximo, seja com uma palavra ou um exemplo de vida.

Já a regente de jovens do Ministério “Arca da Aliança”, Sabrina Rangel, diz que foi
gratificante participar de uma festa linda como essa.

– Valeu a pena cada esforço e cada dedicação. Eu só tenho o que agradecer à Deus pela vida de cada jovem e não a nada melhor do que poder ajudar e incentivar esses jovens para estarem sempre na presença Daquele que merece toda honra e glória.

Comentários