Reinaugurado há uma semana, “Pesque e Leve” faz sucesso entre os moradores de Casimiro de Abreu

0
687

O programa “Pesque e Leve”, reinaugurado há uma semana, está se tornando o lazer preferido de moradores de Casimiro de Abreu e do bairro Palmital, em Barra de São João. Durante o último fim de semana, diversas pessoas estiveram presentes nos locais onde o programa funciona. Munidos de varas, anzóis e iscas, famílias inteiras se divertiram pescando, fazendo amizades e levando para casa peixes frescos.

Funcionando das 7h às 13h, no sábado e domingo, o “Pesque e Leve” traz de volta o convívio familiar, o lazer e principalmente a economia para as famílias do município. A regra é que cada pessoa cadastrada e portando uma “carteirinha” possa pescar até três peixes por dia.

O programa, realizado pela Secretaria de Agricultura e Pesca da Prefeitura de Casimiro de Abreu, instalou diversos tanques para engorda, crescimento, reprodução e pesca pela população. Os peixes de tamanho médio, da espécie Tilápia, se tornam uma boa opção como um alimento saudável e gratuito para os moradores desses locais.

Pensando assim, a doméstica, Roseane Coutinho, moradora do bairro Palmital, vem utilizando o “Pesque e Leve” para garantir uma alimentação saudável a sua família.

– Está sendo muito bom esse programa. Estive aqui na semana passada e hoje voltei. Esse momento é divertido e muito prazeroso, ficamos horas aqui e nem notamos o tempo passar. Com certeza irei vir todos os finais de semana.

Quem se divertiu muito foi o açougueiro Lincon Pereira. De bem com a vida e muito humorado, ele não arredou o pé do tanque instalado em Palmital até garantir seu peixe.

– O “Pesque e Leve” voltou na hora certa, precisávamos mesmo de um divertimento aqui no bairro. Irei vir sempre, pois além de higienizar a mente, conseguimos uma alimentação saudável.

Muitas pessoas gostam de pescar e aliam diversão e economia. É o caso da diarista, Benedita Gomes da Silva, moradora do bairro São João. Segundo ela a pescaria é uma das coisas que mais gosta de fazer.

– Adorei e volta do “Pesque e Leve”, porque adoro pescar. Ainda não consegui pegar meu peixe, mas com certeza ele vai fisgar minha isca!

Para a Auxiliar de Serviços Gerais, Zilma Soares, a diversão é para todos da família.

– Aproveitei hoje e trouxe todos lá de casa. Meu marido está aqui e disse que não sai sem um peixe. Já meu filho Patrick conseguiu pegar dois. Muito bom esse momento com eles.

O ajudante Patrick Nascimento, filho de dona Zilma, garante que o “Pesque e Leve” veio para ficar.

– Consegui pescar dois peixes, mas um infelizmente escapou, mas não vou ficar no prejuízo, irei tentar novamente.

Já seu pai, o motorista Sebastião Moraes Pinto, acha a opção muito boa.

– Aqui a gente brinca, se diverte, além de pescar um bom alimento.

Há pessoas que já estão acostumados com o “Pesque e Leve”. É o caso do pedreiro Edivaldo Veiga Ferreira.

– Na outra gestão do governo Paulo Dames, quando funcionou o programa, eu trabalhei e foi muito bom. Agora com a sua volta, estou aqui pescando e com certeza será meu lazer de final de semana. Consegui pescar um peixe e presenteei a minha mãe.

Na folga do trabalho, o coletor Aldair Soares da Cruz, que mora em Casimiro de Abreu, estava no bairro Palmital e aproveitou para tentar pescar um peixe.

– Muito bom o “Pesque e Leve”, estou aproveitando que estou aqui hoje para pescar. Aqui vimos famílias se divertindo em um momento de lazer. Parabéns aos administradores do programa.

Sua colega de trabalho, a também coletora Neuza Rangel Antunes, diz que sempre participou do programa e, com sua volta, não irá mais deixar de vir.

– É uma ótima opção de lazer e é a segunda vez que venho. Com certeza, o lazer se torna mais prazeroso quando a gente consegue pescar um peixe.

Há mais de 30 anos morando no bairro Palmital, a doméstica Petronilha Alves de Oliveira, diz que o “Pesque e Leve” é realmente uma opção de lazer para todos.

– Nunca tivemos muita coisa para se divertir aqui, e com a volta do programa, poderemos passar o final de semana pescando e garantindo um melhor alimento.

Foi o que disse também a dona de casa, Gilmeia Victor de Oliveira.

– Ainda não consegui pegar um peixe, mas irei continuar insistindo. Gosto muito de pescar e a opção do “Pesque e Leve.

Fazer amigos e se divertir é o que pensa o autônomo Alexandre Santos da Silva. Morador de Palmital, ele vê no programa uma maneira de descansar e esquecer os problemas.

– Aqui é muito bom, além de pescar, fazemos amigos e nos divertimos.

Sua esposa, Dilma Alves, também diz que o “Pesque e Leve” é uma opção prazerosa.
– Gosto muito de pescar e essa volta do programa está sendo muito boa.

Já para os amigos operadores de máquinas Jorge Luiz Macedo e Jorge Luiz Farias o “Pesque e Leve” se tornou também uma competição.

– Apostamos entre nós quem irá pegar mais peixe. É muito divertido essa maneira de pescar..

Quem garantiu seu peixe foi o motorista, Valdeir Nascimento.

– Estou aqui desde cedo e conseguir pegar meu peixe. Essa é uma boa opção de lazer para todos os moradores. Parabéns a prefeitura pela volta do programa.

As regras estão sendo passadas a todos que chegam no “Pesque e Leve”. Segundo o administrador do bairro Palmital e orientador do programa, César Sales, é importante informar para as pessoas a necessidade do cadastro e a documentação para se utilizar o sistema.

– Hoje, também não estamos exigindo o documento, mas, na próxima semana, será necessário que todos apresentem suas carteirinhas. Dessa forma, iremos garantir uma melhor reposição dos peixes no tanque e todos que chegarem conseguirão pescar seu peixe. Tivemos aqui hoje uma média de 200 pessoas.

Comentários