Com muita diversão, Arraiá do Caps arrecada fundos para pacientes

0
229

A noite da última sexta-feira (04) foi marcada pelo primeiro Arraiá do Caps, que, com muita animação, promoveu a integração da Secretaria de Saúde com as demais pastas relacionadas ao atendimento de usuários do Centro de Atendimento Psicossocial de Casimiro de Abreu.

A festa teve direito a muito forró, partida de bingo, casamento do jeca, quadrilha e comidas típicas. Toda a renda será revertida para as oficinas de terapia, destinadas às pessoas em tratamento.

Segundo o secretário de Saúde de Casimiro de Abreu, Ibson Junior, a primeira festa do Arraiá do Caps é uma maneira de demonstrar a união de todos da saúde do município por uma justa causa.

– Tudo aqui foi feito através de doações e com muito amor para todos os usuários do sistema de saúde. Essa integração é que nos torna unidos para realização do nosso trabalho. Hoje, temos aqui o apoio da Secretaria de Assistência Social, da Defesa Civil e da Guarda Municipal. Os recursos arrecadados serão destinados para o Caps e suas oficinas.

Entre as barracas de pescaria, doces e caldos, muita música animou os participantes. O ponto alto da festa foi o “casamento do jeca” e o bingo com diversos prêmios, além da quadrilha em que todos dançaram. De acordo com a coordenadora das ESFs de Casimiro de Abreu, Agnes Viana, a reunião de diversas secretarias é o que mostra  como um bom trabalho de equipe está sendo feito.

– A Secretaria de Saúde reuniu as coordenações, entre elas: a de odontologia, da Atenção Básica, Farmácia, Departamento Pessoal, entre outras, que se juntaram e cada uma montou uma barraca. A renda será revertida para a compra de materiais para as oficinas do Caps e, uma delas, a oficina de garrafa, é onde os usuários trabalham com diversas atividades de artesanato. Temos a função de ajudar e integrar os assistidos, inserindo-os à sociedade.

Já para a secretária de Assistência Social do município Leila Márcia, essa é uma confraternização do poder público junto aos usuários e isso é muito importante.

– A integração é fundamental para o sucesso dos trabalhos. As oficinas são trabalhadas no Caps em diversos atendimentos e através delas os usuários desenvolvem um trabalho de recuperação e coordenação.

Para a coordenadora de Saúde Mental da Secretaria de Saúde de Casimiro de Abreu, Margareth Machado, o Caps é a mola mestra da saúde mental no município, onde são realizados atendimentos aos pacientes mais graves, oriundos de internações de longa duração, tornando-se um serviço especializado.

– Esse serviço acontece através das oficinas e todo o trabalho de uma equipe multidisciplinar que temos. Essa festa é uma forma de integrar as pessoas e de abraçar a causa do Caps. Hoje, temos cerca de 100 pessoas assistidas no Centro de Atendimento, através de um plano terapêutico e todo esse trabalho de equipe faz a diferença nos resultados.

Comentários