Apae de Casimiro de Abreu realiza festa na Praça Feliciano Sodré

0
452

A Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE) de Casimiro de Abreu realizou uma festa, na noite de sábado (05), na Praça Feliciano Sodré, no Centro. O objetivo foi de arrecadar fundos para pagamento de diversas despesas da entidade, principalmente o aluguel, que se encontra atrasado.

Foram mais de 50 patrocinadores, entre empresários da cidade e também de outros municípios, em um evento que reuniu diversas pessoas num clima de festa e muita animação. Nem a chuva atrapalhou os festejos, onde era possível encontrar barracas de caldos, milho verde, doces, crepes, entre outras, além de um brechó de roupas, acessórios e calçados com preços promocionais.

Atualmente são 91 pacientes assistidos pela APAE de Casimiro de Abreu, que se beneficiam através de diversas terapias oferecidas pela entidade, entre elas Fisioterapia, Equoterapia, Musicoterapia, Psicologia, Fonoaudiologia e Estimulação Sensorial, além de oficinas de Capoeira, Dança, Educação Física, Judô e Muay Thai. Segundo o presidente da APAE de Casimiro de Abreu, Fernando Barros, o evento foi organizado pelos amigos da APAE e com a colaboração de diversas empresas.

– Hoje, a APAE está passando por uma situação complicada com o atraso do aluguel. No governo passado, a entidade foi praticamente esquecida pelos governantes. Devido a isso, vem acumulando prejuízos e perdas com a demissão de funcionários e paralisação de diversas oficinas antes realizadas. Não estamos podendo atender de forma satisfatória os 91 assistidos, diante dessa situação contamos com os contratos que a APAE têm, um com a Prefeitura de Casimiro de Abreu e outro com a Fundação para a Infância e Adolescência
(Fia), do Estado do Rio de Janeiro. Esse último parou de repassar a verba devido à crise econômica pelo qual passa todo o estado. Nossa esperança agora é a prefeitura do município, através do prefeito Paulo Dames, que sempre foi uma pessoa solidária e que
sempre olhou para o povo, para sairmos dessa situação. Estamos acreditando muito em seu governo. Atendemos não somente a síndrome de Down, mas também a qualquer tipo de deficiência mental, como autismo, entre outros. Para isso, precisamos de bons profissionais e também de patrocínio. Temos a esperança que, com esse governo, a APAE se recupere e essa festa é justamente para arrecadar fundos para os pagamentos
em atraso.

O evento contou também com a participação da ONG Projeto Amar, que cuida de animais em situação de rua, com cuidados de saúde, vacinas e processo de adoção.

De acordo com o diretor financeiro da APAE de Casimiro de Abreu, André Vieira, esse foi apenas o começo. Está sendo organizado para setembro um baile e um jantar dançante, para ajudar nas despesas da entidade.

– Todo primeiro sábado de agosto iremos realizar uma festa como essa. A arrecadação de hoje arcará pelo menos com um terço da dívida do aluguel, que está em torno de R$ 35 mil, por isso precisamos de mais colaboração.

Comentários