Comerciantes comemoram sucesso de vendas durante Festival de Crustáceos e Frutos do Mar

0
639
Graciana Ribeiro fez sucesso com seu Risoto de Frutos do Mar

 

O XXIII Festival de Crustáceos e Frutos do Mar de Barra de São João nem bem terminou e os comerciantes já comemoram o sucesso de vendas durante os três dias de evento.

Os dez restaurantes e quiosques armados na super tenda na Beira-Rio, além das barracas de doces e dos artistas que expuseram quadros e obras de artesanato, contabilizaram um lucro recorde em comparação a outras festividades que foram realizadas na região.

Lucro, trabalho e renda: a fórmula que foi padrão nos resultados para o comércio local. É o que diz a proprietária do “Restaurante Ferreira”, Graciana Ribeiro. Com 15 anos de participação nos festivais, ela se sente feliz pelo sucesso de mais uma edição.

– O festival foi ótimo, praticamente tive 100% de lucro, vendi todo o meu estoque. Era tanto pedido que até ajudei alguns colegas. Todas as minhas 30 mesas estavam sempre cheias e meu prato do festival, o Risoto de Frutos do Mar, foi um sucesso à parte. Está de parabéns a organização do festival, a Prefeitura de Casimiro de Abreu e, consequentemente, o prefeito Paulo Dames, por poder nos proporcionar a volta desse evento que é a marca registrada de Barra de São João.

Buteko do Baiano foi sucesso no Festival

Outro expositor que ficou muito satisfeito com o resultado do festival foi o comerciante Antônio Ribeiro (o Baiano, do “Buteko do Baiano”). A primeira vez no festival garantiu a ele uma experiência inesquecível.

– Foram três dias bem puxados, mas, em compensação, hoje só contabilizo lucro e satisfação. O festival foi espetacular. Meu prato promocional, o Talharim com Camarão, era tão concorrido que a fila em frente à barraca não acabava nunca. Todos os organizadores estão de parabéns, só tenho a dizer que foi excelente!

Além de pratos com os mais variados ingredientes de frutos do mar, peixes e iguarias, outro atrativo do festival foi a exposição de telas, quadros, artesanatos, entre outros objetos decorativos de artistas e expositores da região. Para o artista plástico autodidata Euzébio Ribeiro, o sucesso de sua primeira vez em um festival já revela o valor de seu trabalho.

Euzébio recebeu duas boas propostas por seus quadros

– Tem apenas dois anos que comecei a pintar quadros e tive a oportunidade de expor meu trabalho nesse festival. Mesmo sem vender os quadros, o evento me proporcionou mostrar as telas e, com isso, ser reconhecido por quem as admiravam. Expus no domingo e, somente nesse dia, tive duas boas propostas para minhas pinturas. Vejo o festival como uma porta de entrada, não só para a venda direta, mas para um horizonte que se abre para nós, artistas.

Daniel teve 100% de lucro no evento

Outro comerciante que está radiante com o resultado do festival é Daniel, do “Quiosque do Daniel”. Segundo ele, tudo foi perfeito, desde o começo até o fim.

– Tive 100% de lucro e tudo deu muito certo. Minha equipe está de parabéns, estamos cansados, mas realizados. Meu prato do festival, o Filé de Cação com Molho Branco e Temperos Especiais, bateu recorde de vendas. Agora é só esperar o próximo.

Comentários